Segunda-feira, 17 de Março de 2008

Palavras

Lá vai começar a minha 4ª semana de trabalho. O tempo passou mesmo depressa, parece que ainda ontem comecei e já passou um mês. Foi um mês muito bom, acabei o curso (já tenho o canudo!!), e comecei logo a trabalhar num sítio impecável, não se compara ao trabalho num banco, a minha experiência na banca não deixou saudades nenhumas. Logo depois de ter deixado o meu estágio num banco ainda voltei lá várias vezes pra falar com as pessoas, mas foi por pouco tempo, não tenho vontade de voltar áquele edifício que tão mal fez à minha sanidade mental, aquelas pessoas não fazem parte da minha vida para eu querer reencontrá-las muitas mais vezes.

 

O melhor que me aconteceu em 2007, o que me deixou mais saudades, foi sem dúvida alguém que conheci, das melhores pessoas que já conheci na vida, aquela pessoa que me fazia sentir protegida, aquela pessoa que estava sempre ali pra me tentar compreender. Aprendi imenso com ele, ri imenso com ele, conheci-me melhor com ele. Mas também fiquei triste de mais por causa dele.

 

Mas a vida está sempre em constante mutação, passei a ver tudo o que me rodeia de uma forma muito mais serena, já não consigo ficar desanimada por qualquer entrave do dia a dia, muita coisa mudou, o mundo infelizmente continua o mesmo de sempre, mas eu não. Eu mudei, acredito mais em mim, cada vez mais acredito que a vida merece ser vivida em toda a sua plenitude, acredito mais que todos os meus desejos e sonhos se vão concretizar, disso não tenho dúvidas nenhumas. Eu posso, quero e vou fazer acontecer tudo.

 

Passo o dia de cabeça erguida e sempre com um sorriso estampado no rosto, é mais forte que eu, não consigo evitar rir por tudo o que se passa à minha volta. Bem, a isto chama-se ser feliz! As pessoas que estão à minha volta, as pessoas com quem falo todos os dias, essas pessoas não imaginam o bem que me fazem, não imaginam a importância que têm para eu me sentir feliz. O dia sem elas não seria o mesmo, seja numa conversa num intervalo pra café ou durante o trabalho, mesmo que numa conversa menos convencional e mais virtual, qualquer que seja o momento essas pessoas estão lá comigo a fazer-me sentir bem.

 

Até aquela música que não era capaz de ouvir porque me lembrava alguém demasiadamente especial, aquela música melancólica de mais, que só me fazia lembrar aquelas longas noites de um passado muito próximo, toda essa música agora consigo ouvi-la, agora ando sempre a ouvi-la, porque eu agora quero ouvi-la, porque eu agora sei que sou superior a qualquer pensamento que me possa assombrar.

Nunca vou deixar de fazer algo que me dê prazer só porque me faz lembrar algo triste, algo que pertencia e deixou de pertencer, a minha vontade de querer supera tudo isso.

É assim que devemos ver a vida, é assim que eu aprendi a ver a minha vida.

 

 

 

“Deixas em mim tanto de ti, matam-me os dias as mãos vazias de ti” 

 

“E uma asa voa a cada beijo teu, esta noite sou dono do céu e eu não sei quem te perdeu”

Pedro Abrunhosa

 

 

 

sinto-me:
publicado por RedGirl às 08:42

link do post | comentar | favorito
|

.sobre mim...

.Agosto 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Pesquisar neste blog

 

.Posts recentes

. Isto é só para alegrar os...

. ...

. ...

. Morte

. Gato que brincas na rua

. última semana

. Anseios

. Quase "The End"

. Reconhecimento à Loucura

. Qual família...

. Personalidade do Escorpiã...

. Fim de semana...

. help!!!

. Realista...sim senhor!!

. Páscoa...

.Arquivos

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Tags

. todas as tags

.Participa tu também

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds