Terça-feira, 21 de Agosto de 2007

Amor frouxo

A frouxidão no amor é uma ofensa,
Ofensa que se eleva a grau supremo;
Paixão requer paixão, fervor e extremo;
Com extremo e fervor se recompensa.
Vê qual sou, vê qual és, vê que diferença!
Eu descoro, eu praguejo, eu ardo, eu gemo;
Eu choro, eu desespero, eu clamo, eu tremo;
Em sombras a razão se me condensa.
Tu só tens gratidão, só tens brandura,
E antes que um coração pouco amoroso
Quisera ver-te uma alma ingrata e dura.
Talvez me enfadaria aspecto iroso,
Mas de teu peito a lânguida ternura
Tem-me cativo e não me faz ditoso.

Bocage

 

publicado por RedGirl às 23:03

link do post | comentar | favorito
|

.sobre mim...

.Agosto 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Pesquisar neste blog

 

.Posts recentes

. Isto é só para alegrar os...

. ...

. ...

. Morte

. Gato que brincas na rua

. última semana

. Anseios

. Quase "The End"

. Reconhecimento à Loucura

. Qual família...

. Personalidade do Escorpiã...

. Fim de semana...

. help!!!

. Realista...sim senhor!!

. Páscoa...

.Arquivos

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Tags

. todas as tags

.Participa tu também

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds