Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

DEUS

« […] Aproxima-te de Mim. Aproxima-te de Mim!

Faz o que sabes. Faz o que tens de fazer. Faz o que for preciso.

Reza um terço. Beija uma pedra. Curva-te para o Oriente.

Entoa um cântico. Balança um pêndulo. Testa um músculo.

Ou escreve um livro.

Faz o que for preciso.

Cada um de vocês tem a sua própria interpretação. Cada um

de vocês Me entendeu – Me criou – à sua  própria maneira.

Para alguns sou um homem. Para outros sou uma mulher.

Para alguns sou ambos. Para alguns, não sou nem uma coisa

nem outra.

Para alguns de vocês sou energia pura. Para alguns, o sentimento

supremo, a que chamam amor. E alguns de vocês não fazem

ideia do que Eu sou. Sabem simplesmente que EU SOU.

E assim é.

EU SOU.

Sou o vento que vos roça os cabelos. Sou o sol que vos aquece

o corpo. Sou a chuva que vos dança no rosto. Sou o aroma das

flores no ar e sou as flores que exalam a sua fragrância.

Sou o ar que transporta essa fragrância.

Sou o princípio do vosso primeiro pensamento. Sou o fim do

último. Sou a ideia que iluminou o vosso momento mais brilhante.

Sou a glória da sua realização. Sou o sentimento que alimentou

a coisa mais amorosa que jamais fizeram. Sou a parte de vós

que anseia por esse sentimento repetidamente. »

 

 

Conversas com Deus

Neale Donald Walsch

publicado por RedGirl às 21:18

link do post | comentar | favorito

Hoje

O dia hoje foi do pior. Tive mais um exame mas cheguei lá e não consegui fazer nada. Não entendo isto, já estudei tudo, consigo resolver todos os exercícios dados nas aulas mas, chego ao exame e fico parada a olhar prós exercícios sem os conseguir começar a resolver. Sinto-me mesmo mal por estar a passar esta situação, é mesmo de deixar uma pessoa desanimada. O ânimo para continuar a estudar prós outros exames é mesmo nenhum.

 

Tou mesmo a precisar de desaparecer por uns tempos, tou a precisar de ver coisas novas, de conhecer pessoas novas, de viver novas emoções, tou a precisar de descansar e de não pensar em nada nem em ninguém. Queria adormecer e só acordar quando isto tudo já tivesse passado. Socorro, tou a dar em maluca!!!!

publicado por RedGirl às 21:17

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Olhos teus

Esses olhos teus

olhando nos meus

fazendo doer

sem sequer chorar

sabendo a partir

deixando ficar

nos meus

esses olhos teus

 

Eu serei capaz

de não voltar atrás

mesmo sem esquecer

saberei viver

sem olhos teus

saberei viver

sem esses olhos teus

olhando nos meus

como quem quer

beijar

fechar

estes olhos meus

 

De nós só ficou

esse nosso olhar

que soubemos dar

na hora do adeus

Ai esses olhos teus

Ai os teus olhos nos meus

 

TIM

publicado por RedGirl às 21:16

link do post | comentar | favorito

Outra semana II

Mais outra semana que passou a voar, nem dei pelo tempo a ir-se. Cada minuto, cada segundo foge-nos das mãos a cada instante, o relógio não pára. Mesmo que a pilha acabe, mesmo que a corda acabe, o relógio não recomeça no minuto em que parou, é acertado, um relógio pára mas outros continuam a funcionar, ininterruptamente….

 

Foi mais uma semana passada a estudar, o pessoal anda todo stressado nem se consegue ter um momento de verdadeiro convívio com os amigos. Muitos daqueles que um dia destes se vão prás suas cidades e não nos voltamos a ver com tanta regularidade, se calhar não nos voltamos a ver nunca mais...

 

Na semana passada fui a duas entrevistas, uma de emprego outra para um estágio. A de emprego é para esquecer, não estou nada interessada na proposta que me fizeram. A entrevista de estágio correu muito bem, apesar de ser para passar uns meses sem ganhar um único cêntimo, o conhecimento e experiência que poderei ganhar vale mais que isso tudo. Esta semana dizem-me se estão interessados ou não em mim….

 

Vamos lá torcer por mim!!   

publicado por RedGirl às 21:14

link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Janeiro de 2008

Soneto da Separação

De repente do riso fez-se o pranto

Silencioso e branco como a bruma

E das bocas unidas fez-se a espuma

E das mãos espalmadas fez-se o espanto.

 

De repente da calma fez-se o vento

Que dos olhos desfez a última chama

E da paixão fez-se o pressentimento

E do momento imóvel fez-se o drama.

 

De repente, não mais que de repente

Fez-se de triste o que se fez amante

E de sozinho o que se fez contente.

 

Fez-se do amigo próximo o distante

Fez-se da vida uma aventura errante

De repente, não mais que de repente.

 

Vinícius de Morais

publicado por RedGirl às 11:36

link do post | comentar | favorito

Outra semana I

Lá passou outra semana de desgraças. Passei estas últimas semanas a estudar para nada, nem um minuto do meu estudo valeu a pena, correu tudo mal, foi tudo em vão. Hoje tive aquela frequência que achava mesmo que me ia correr bem, preparei-me o suficiente, sentia-me mesmo preparada, mas foi do piorio. Realmente nunca tive uma fase tão má assim, tão perto e tão longe do fim ao mesmo tempo. Neste momento só queria que fosse talvez Novembro ou Dezembro, só queria que esta fase já estivesse longe, bem longe de mim.

 

As noites são cheias de pesadelos, de sonhos estranhos, sem sentido nenhum, com pessoas que há muito não fazem parte da minha vida, noites mal dormidas, dias mal passados…..espero que isto acabe depressa.

 

Quero poder dizer que ando feliz, quero andar na rua com um sorriso de orelha a orelha, quero conseguir apreciar de novo o óptimo cheiro a maresia que se sente no ar, quero poder sentar-me no alpendre e apreciar os voos rasantes dos pássaros nas árvores do jardim, quero poder ter tudo isso e muito mais!

publicado por RedGirl às 11:34

link do post | comentar | favorito

Livros

Hoje vou escrever sobre livros, os meus livros favoritos, os livros que fazem parte da minha vida. O livro dos livros: O Príncipe das marés, de Pat Conroy, li algures que é o livro favorito do Bill Clinton, se é ou não, não sei, mas que é o meu de certeza que sim. Daqueles livros que se tem em casa na prateleira mas que não chama nada a atenção, só pelo título achava que era alguma história lamechas de amor, mas houve um dia que passou na TV o filme e eu adorei o que vi. Não pensei duas vezes e fui logo pegar no livro abandonado algures numa prateleira. Devorei-o. A história é espectacular, alguém que no presente vai contando episódios da sua vida passada, histórias de infância e adolescência, o quanto cada episódio é profundo, sentimo-nos a fazer parte daqueles momentos, sentimo-nos dentro da história. Aconselho a lerem este livro, é um livro para se ir lendo e saboreando cada palavra lá escrita.

 

O último livro que li foi um do Júlio Machado Vaz, “Olhos nos Olhos”, tenho intenção de comprar todos os livros dele. Ainda só tenho este mas, outros a seguir virão. Escreve sobre história de vida e de sexo, histórias que bem podiam ser de qualquer um de nós. O sexo vive entrelaçado com a vida em geral, nada pode ser tratado à revelia da personalidade do indivíduo. As descobertas, os anseios e medos, os problemas relacionais, os desejos, tudo o que faz parte da vida de qualquer comum mortal.

A escrita é muito ligeira, o livro é escrito duma forma muito informal, usa linguagem corrente, nada de coisas muito intelectuais, muito prático de ler. Não consigo deixar de gostar deste Senhor, a forma como ele aborda questões que podem ferir a susceptibilidade de alguém mais católico ou alguém com algum moralismo exacerbado, não deixa de dizer e escrever o que acha mais correcto, o que acha que deve ser, escreve com gozo. É alguém que merece ser ouvido e lido.

 

 

«É ao mesmo sabor que sempre sinto nesta boca há muitos anos já mordendo o vinho o pão a vida o sabor das mulheres das raparigas inacessíveis sempre como um absoluto sempre impossível tido no entanto por possível…»

 

«O jogo do Chinquilho»

Ruy Belo

publicado por RedGirl às 11:31

link do post | comentar | favorito

Adeus

 
Já gastámos as palavras pela rua, meu amor,
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
Gastámos tudo menos o silêncio.
Gastámos os olhos com o sal das lágrimas,
gastámos as mãos à força de as apertarmos,
gastámos o relógio e as pedras das esquinas
em esperas inúteis.
Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada.
Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro,
era como se todas as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha para te dar.
 
Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes.
E eu acreditava.
Acreditava,
porque ao teu lado
todas as coisas eram possíveis.
 
Mas isso era no tempo dos segredos,
era no tempo em que o teu corpo era um aquário,
era no tempo em que os meus olhos
eram realmente peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco, mas é verdade,
uns olhos como todos os outros.
 
Já gastámos as palavras.
Quando agora digo: meu amor,
já não se passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
de que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.
 
Não temos nada para dar.
Dentro de ti
não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse: as palavras estão gastas.
 
Adeus
 
                        Eugénio de Andrade
publicado por RedGirl às 11:22

link do post | comentar | favorito
Sábado, 12 de Janeiro de 2008

Olhos

Eu quero mais, muito mais que tudo o que tenho, mais do que alguma vez tive, mais do que alguma vez pensei ter. Queria nunca precisar de ninguém para conseguir tudo o que quero, queria ter coragem para não me preocupar com mais ninguém e passar por cima de tudo e todos…. tudo para ter o que quero, o que preciso para viver
Sempre dei mais do que recebi, sempre me preocupei mais com os outros do que eles por mim, sempre fiz sem nunca receber muito em troca. O mundo é cada vez mais e mais egocêntrico, vive-se sem olhar para o que se passa ao nosso redor, andamos na rua sem nunca olharmos para as pessoas que a cada instante se cruzam connosco, podemos ver alguém caído na rua que passamos ao lado desviando o olhar….
 
Olhos.…..não servem só para olhar, servem para ver, ver o mundo, ver os outros, vermo-nos a nós próprios…. ver uma flor num jardim, ver as ondas do mar, ver a imponência das montanhas, ver o azul do céu, ver o colorido das aves voando sobre nós, ver a miséria, ver a pobreza, ver a tristeza e a alegria estampada no rosto de cada um, ver o mundo!!
publicado por RedGirl às 14:47

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Tão perto do fim...

Cada dia que passa o meu desânimo pela vida aumenta. Tenho de fazer 4 exames para acabar o meu curso e sinto que não vou conseguir…estou tão perto do fim e não consigo ficar entusiasmada, não consigo ganhar força para mais este bocadinho que falta. Não tenho vontade de nada, sinto-me cansada, desanimada, desiludida, só queria cair numa cama e só acordar no próximo ano…
 
Parece que os amigos se estão a afastar, amigos não agem desta forma, amigos são sempre e para sempre, mesmo que longe de nós, estão sempre no nosso coração, ficam sempre dentro de nós.
Afinal não são amigos!... são simples colegas, colegas que só se aproximam quando precisam de alguma coisa, quando querem algo que só nos têm a nós para lhes dar.
 
Não quero um amigo só às vezes, só para de vez em quando, quero um amigo sempre, que partilhe, que ofereça e que dê, sem nunca nos cobrar, sem nunca nos esquecer.
 
 
P.R., se leres este post, fica a saber que foste um grande amigo, nos maus momentos (que tivemos!!), tu estavas sempre ali, tu estiveste sempre ali. Ainda bem que foram mais os bons momentos que passamos, mas apesar de não fazermos parte da vida um do outro, tu ficaste no meu coração. Mesmo que me faças recordar momentos menos bons, mesmo que me faças ressuscitar “fantasmas do passado”, tens um lugar bem grande dentro de mim. A vida nem sempre nos proporciona oportunidades de reencontro, também nem sempre estamos dispostos a reviver o passado.
 
Beijos a todos
publicado por RedGirl às 14:46

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.sobre mim...

.Agosto 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Pesquisar neste blog

 

.Posts recentes

. Isto é só para alegrar os...

. ...

. ...

. Morte

. Gato que brincas na rua

. última semana

. Anseios

. Quase "The End"

. Reconhecimento à Loucura

. Qual família...

. Personalidade do Escorpiã...

. Fim de semana...

. help!!!

. Realista...sim senhor!!

. Páscoa...

.Arquivos

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Tags

. todas as tags

.Participa tu também

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds